terça-feira, 11 de outubro de 2011

As "cãominhadas" - Activismo Animal solidário e não-associativo

Nem todo o activismo pelos animais consiste em grandes manifestações, campanhas polémicas ou actos ilegais. Aliás, não obstante a pior faceta de algum activismo animal ser a que tem mais destaque, a maior parte dos activistas opta por uma acção pacífica, imaginativa, didáctica, verdadeiramente solidária e, assim, realmente produtiva e com impacto directo na vida e bem-estar dos animais.

Um exemplo deste tipo de actividade são as "cãominhadas", que nada mais são que passeios organizados de cães e seus donos, nos quais os mesmos dão uma doação para um abrigo de animais (ou outro projecto), que pode ser sob a forma de géneros ou dinheiro. O que mais me cativa nestes eventos é o facto das "cãominhadas" se poderem organizar de forma espontânea em qualquer parte do país, por iniciativa de particulares e com recurso às redes sociais, sem a intervenção de quaisquer associações de protecção aos animais ou outra estrutura organizada.

CÃOMINHADA a favor da Assoc. Senhores Bichinhos - 1 Out 2011
Parque da Cidade (Porto) Cerca de 45 participantes.
Resultado final: 200€ + 3Kg ração gato + 1 casota + 2 mantas
A propósito das mesmas, pedi a uma antiga colega de curso, Manuela Vilares - actualmente colaboradora de projectos europeus na Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica, filiada no PAN e grande entusiasta e dinamizadora destes eventos - que me dissesse um pouco mais acerca da sua experiência como organizadora de "cãominhadas".

Manuela Vilares
MV - As cãominhadas consistem num passeio a pé em que quem tem cães já sabe que pode e deve levar o seu cãozito. Se forem animais já muito idosos, os donos costumam preferir não os levar ou então fazem com eles só metade do percurso (nas que eu organizo o passeio costuma ser de 2h, 1h para um lado e 1h para o outro. Se o cão for muito idoso ou doente mas de porte pequenino, costumam trazê-los ao colo.
Todos os animais têm obrigatoriamente de ser conduzidos com trela, de acordo com a lei e os que são de raça perigosa (e os que não são mas que possam representar algum perigo) vêm de açaime. Claro que os donos, de vez em quando, tiram o açaime para lhes darem água e para o animal respirar um bocado melhor.
Geralmente, o objectivo destes eventos é ajudar a angariar fundos para alguma causa. A maior parte das que organizei foram para ajudar associações animalistas que ajudam animais de rua ou animais dos canis mas também já organizei uma a favor da Loja Social de Paranhos em que as pessoas eram convidadas a levar produtos alimentares de valor, no mínimo, 3€. Nas que tenho organizado a favor dos animais, o custo de participação é de 3€, que reverte na íntegra para a associação/projecto e quem quiser pode levar também ração. Nas que eu organizo, quem não tiver possibilidades de pagar os 3€ pode participar na mesma, mesmo que não leve nada.
Para além da faceta benemérita das cãominhadas, Manuela Vilares apresenta ainda outros importantes benefícios destes eventos:

MV - As cãominhadas proporcionam um excelente momento de convívio entre pessoas que partilham as mesmas preocupações pela causa animal/ambiental/humanitária. Costumam aparecer pessoas de diferentes associações, o que é óptimo porque se ficam a conhecer e muitas vezes trocam contactos para se ajudarem em determinadas situações (isto é muito importante porque infelizmente a maior parte das associações trabalham sozinhas e não têm à vontade para pedir ajuda a outras associações). Em quase todas vêm sempre alguns animais que estão para adopção e às vezes conseguem-se adopções, e já até houve casos de pessoas que trouxerem fotografias de gatos que tinham para adopção e conseguiram adoptantes.

Conhecem-se sempre novas pessoas e novos cães. São um excelente momento de convívio com a natureza, onde se faz exercício (numa altura em que as pessoas e os seus animais são cada vez mais sedentários) e se apanha sol (coisas que as pessoas das grandes cidades que trabalham muitas horas por dia raramente fazem e que é fundamental, para gerar vitamina D) porque geralmente são sempre realizadas à beira-mar, à beira-rio ou em espaços verdes amplos.
Costumam vir crianças, também, o que é óptimo, e para além de tudo isto ainda se ajuda uma determinada causa.



Há benefícios neste modelo de organização das "cãominhadas" por iniciativa de indivíduos, ao invés de associações, que originalmente promoviam estes eventos.

MV - Já existem cãominhadas há alguns anos mas eram poucas porque geralmente eram organizadas por associações e perdiam sempre muito tempo porque pediam patrocínios, envolviam as câmaras, divulgavam em vários meios de comunicação, etc... ou seja dava-lhes tanto trabalho que só organizavam de vez em quando. Eu, com a ajuda do facebook, tenho conseguido organizar cãominhadas para todos os sábados e todos os domingos na zona do Grande Porto, desde Julho. Já ajudei a organizar três em Lisboa, uma em Aveiro e estou a ajudar a organizar uma em Setúbal. Agora vou passar a marcar só uma cãominhada por fim-de-semana porque o tempo vai começar a piorar e assim, sempre que chover adia-se. Vou também começar a organizar jantares solidários, sempre em restaurantes vegetarianos, claro, para promover o vegetarianismo e ajudar a divulgar os imensos restaurantes vegetarianos que existem e que são pouco conhecidos.

Sendo um tipo de actividade que exige iniciativa individual, não é raro, contudo, que muitos peçam a outrem para organizarem cãominhadas na sua área de residência, ainda que o esforço logístico seja pouco. Será isto reflexo de desconhecimento da actual natureza da iniciativa destes evento, ou mero laxismo?

MV - Não pertenço e nem quero pertencer a nenhuma associação animalista nem humanitária porque quero continuar a tentar ajudar todas (claro que nunca vou conseguir ajudar todas mas tento ajudar o máximo de associações/projectos que conseguir). Ajudar a divulgá-los é muito importante e fazer com que se conheçam uns aos outros e comecem a colaborar mais uns com os outros é fundamental para todos, animais e humanos. Gostava mesmo que houvesse mais gente a fazer o que eu faço. Faço isto nos meus tempos livres. Gostava que houvesse mais gente a organizar eventos de convívio solidários pelo país fora e que depois me dissessem o link do evento no para eu adicionar à página do calendário geral que criei no Facebook.
Há muita gente que pergunta "porque não organizam aqui, porque não organizam ali... ?", e às vezes dá-me vontade de responder "e porque não organiza você? Eu não consigo fazer tudo!" . Mas claro que não digo. Eu sei que as pessoas não dizem por mal., mas sinceramente fico irritada quando me vêm com comentários a dizer "organizem também cãominhadas em Paços de Ferreira", "organizem em Aveiro"... "pensem nisso"... "porque organizam só no litoral?"... organizem aqui, organizem ali... "

Portanto, já sabe, se quiser fazer algo pelos animais na sua área de residência, de um modo económico, divertido e saudável, porque não organiza uma "cãominhada", um jantar ou qualquer outro evento que fomente o convívio para ajudar os que mais precisam (pessoas ou animais)?

3 comentários:

  1. Para os interessados, deixo um calendário das próximas "cãominhadas":

    AVEIRO
    Sáb, 15 Out - Cãominhada de Branco a favor da PRAVI: http://www.facebook.com/event.php?eid=209912682409414

    LISBOA/CASCAIS:
    - Sáb, 15 Out - Cãominhada a favor da PRAVI: http://www.facebook.com/event.php?eid=288398511176274

    MAIA:
    - Sáb, 22 Out - Festival de Solidariedade Animal: http://www.facebook.com/event.php?eid=271819362851193

    PONTE DE LIMA
    - Sáb, 22 Out - Cãominhada a favor da ALAAR:
    http://www.facebook.com/event.php?eid=262313463792218

    PORTO:
    - Qua, 12 Out - Jantar de Ajuda ao Refúgio das Patinhas: http://www.facebook.com/event.php?eid=228314410560748

    - Dom, 16 Out - Aula de Pilates Solidária:
    http://www.facebook.com/event.php?eid=254259077943860

    - Dom, 23 Out - Cãominhada de Preto a favor do Cantinho do Gato Preto: http://www.facebook.com/event.php?eid=158283717593423

    - Sáb, 29 Out - Cãominhada de Branco a favor da Midas: http://www.facebook.com/event.php?eid=292918254067081

    ResponderEliminar
  2. Mais do que angariar fundos, as próprias cãominhadas tem outra função importante, que é tornar visível o bom relacionamento entre cães e pessoas.

    Há muita gente que por razões diversas (má experiência própria, influência dos pais etc) tem medo de cães, Enquanto um respeito saudável de um animal desconhecido ajuda a evitar riscos, o medo é muitas vezes limitante.

    Temos que ensinar as crianças a atravessar a rua em segurança ou a nadar, em vez de apenas explica-las quão perigoso é o transito e o mar. Da mesma maneira, faz parte da socialização normal aprender um saudável convívio com os animais de companhia mais comuns da nossa sociedade.

    ResponderEliminar
  3. No entanto, a escolha entre o tipo de manifestação a fazer por uma causa pode ter muitas motivações.

    Entre a caridade e a revolução, o aqui descrito é mais próximo da primeira. Por outro lado, pode também fazer parte de uma revolução silenciosa, em que há cada vez mais cães a ser levados a passeios agradaveis e cada vez menos a precisar de adopção.

    ResponderEliminar

Obrigado pela sua participação no animalogos! O seu comentário é bem-vindo, em especial se fornecer argumentos catalisadores da discussão.

Embora não façamos moderação dos comentários, reservamo-nos no direito de rejeitar aqueles de conteúdo ofensivo.

Usamos um filtro automático de spam que muito ocasionalmente apanha mensagens indevidamente; pedimos desculpa se isto acontecer com o seu comentário.