quinta-feira, 3 de maio de 2012

Brincar com porcos

A nossa preocupação moral para com os animais muda com o crescente desenvolvimento de tecnologia na pecuária? Esta é a questão que o filosofo neerlandês Clemens Driessen aborda no seu projeto de doutoramento a ser concluido este ano. E não só pensa, brinca mesmo com este ideia, como nesta colaboração desenvolvida junto com estudantes de arte e investigadores de bem-estar animal:




Os alunos desenvolvem o seu ponto de vista num blog. O ponto do vista do porco ainda está por explorar. Citamos Marc Bracke, o cientista de bem-estar animal envolvido no projeto:
Humans and pigs have a reputation for being intelligent. Despite this, however, neither humans nor pigs seem to be able exert their cognitive abilities in the best possible ways in their modern environments. Farmed pigs in the European Union are required to have access to ‘enrichment materials’, in order to allow them to perform their (natural) behaviour, to reduce boredom and tail biting, and, hence, to reduce the need for tail docking. This legal requirement has led farmers to provide materials such as a plastic ball or a metal chain with some plastic piping. However, these ‘toys’ for the most part neither resolve societal concerns nor do they appeal to the cognitive abilities of the pigs. To allow for a more interesting development of (human and animal) behaviour, and to learn more about some of the processes involved, a team of designers and researchers joined together to design a game challenging the cognitive abilities of both pigs and humans.

3 comentários:

  1. A ideia de combinar artes visuais, novas tecnologias e bem-estar animal é magnífica, tal como é a ideia de registar num blog todo o processo criativo por detrás do projecto. É que dá mesmo vontade de brincar com porcos!

    ResponderEliminar
  2. Muito engraçado, este projecto! Era óptimo se fosse adoptado pelos suinicultores, mas parece-me que os custos envolvidos são demasiado altos para os horizontes estreitos da indústria agro-pecuária.

    ResponderEliminar
  3. A revista Animal Behaviour publicou recentemente um artigo de revisão sobre a relação do "animal play" (qual a tradução correcta para português: jogo? divertimento? brincadeira?) com o bem-estar animal:

    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S000334721100008X

    Os autores (Held & Spinka) propõem o comportamento de brincar como um indicador de bem-estar animal, mas alertam para as dificuldades na sua interpretação: por vezes são os animais com pior bem-estar que mais necessidade têm em brincar.

    ResponderEliminar

Obrigado pela sua participação no animalogos! O seu comentário é bem-vindo, em especial se fornecer argumentos catalisadores da discussão.

Embora não façamos moderação dos comentários, reservamo-nos no direito de rejeitar aqueles de conteúdo ofensivo.

Usamos um filtro automático de spam que muito ocasionalmente apanha mensagens indevidamente; pedimos desculpa se isto acontecer com o seu comentário.